Acessibilidade em Centros de Distribuição

Acessibilidade em Centros de Distribuição

Acessibilidade em Centros de Distribuição

A logística no Brasil vem ganhando cada vez mais destaque, pois é um mercado que movimenta milhões de reais todos os anos. Segundo o Instituto de Logística Supply Chain (ILOS), o setor de logística no Brasil movimenta aproximadamente R$ 1,5 trilhão por ano, e emprega mais de 12 milhões de profissionais. Entretanto, esse mercado ainda enfrenta muitos desafios no que diz respeito a acessibilidade em centros de distribuição.

O desempenho das atividades e a falta de adequação dos seus espaços para promover segurança e inclusão dos seus colaboradores podem sofrer impactos negativos.

Etapas do Centro de Distribuição

De um modo geral, a logística de distribuição é composta por cinco etapas:

      • Gestão de transporte

      • Checagem de cargas

      • Controle de fretes

      • Análise de indicadores de desempenho

      • Roteirização das entregas.

    A inadequação dos espaços para acessibilidade em centros de distribuição

    Um exemplo prático de inadequação dos espaços, está na função dos caminhoneiros. Ao chegarem nas docas, precisam entregar a documentação necessária e realizar a verificação e conferência das mercadorias transportadas. Entretanto, o acesso às docas normalmente é feito por escadas, com o nível das docas geralmente situado a 1,30m acima do piso externo.

    Essas escadas acabam por não oferecem a segurança necessária, uma vez que os seus degraus são na maioria das vezes vazados, não possuem corrimão de duas alturas em ambos os lados e além disso, falta instalação de piso tátil de alerta e sinalização eficiente.

    Além de adaptar espaços como as escadas incluindo todos os elementos obrigatórios e necessários, é preciso oferecer alternativas, como rampas ou plataformas elevatórias associadas as escadas.

    Garantir acessibilidade em centros de distribuição é muito importante, porém, nem sempre acontece previamente como deveria.

    Grandes centros logísticos, acabam sendo construídos sem previsão de espaços com acessibilidade e acabam tendo gastos exorbitantes para se adaptarem. Todavia, dentre esses gastos, podemos citar além dos custos de adaptação, estão sujeitos a custos de litígios, ações judiciais e multas.

    Ainda sobre esse processo de adaptação, os custos devem ser de responsabilidade dos proprietários dos centros e não dos lojistas. Portanto, isso acaba por dificultar ainda mais a operação.

    Diante desse cenário, a FOCON Engenharia pode ser uma grande aliada. O seu time especializado é capaz de elaborar um Projeto de Acessibilidade para Centros Logísticos de qualidade para a sua companhia. Além disso, ainda garante o acesso aos colaboradores do centro logístico, sem distinção, independente de suas habilidades ou condições físicas.

    Posts Relacionados

    Contatos

    Entre em contato conosco e solicite um orçamento